quarta-feira, 31 de agosto de 2011

INESPERADO

.
.

A SELECÇÃO E OS SEUS CASOS

.
De forma ainda não completamente esclarecida, Ricardo Carvalho abandonou o grupo de jogadores seleccionados para enfrentar o Chipre. Diz-se que se foi embora porque percebeu não ser titular e também porque teve uma saída nocturna não autorizada e foi expulso do grupo. Não interessa muito a razão. Intrigante é o facto das trapalhadas serem recorrentes com a selecção nacional de futebol. Fica-se com a sensação de haver por lá um clima não muito saudável.
Os jogadores são, em maioria, personalidades famosas nos seus clubes, muitos no estrangeiro. Dá para pensar que, quando estão ao serviço da selecção, assumem comportamentos de estrelas muito sensíveis. Não sei qual foi o caso de Ricardo Carvalho, mas constitui uma surpresa. Tinha-o na conta de homem afável, simples, modesto e sensato. Talvez esteja enganado.
.

TOMATINA

.
.
40.000 pessoas participaram
(Bunol, Espanha)
.

O INENARRÁVEL JARDIM

.

Afinal, o buraco nas contas da Madeira não é de 277 milhões, como se tinha dito. A Comissão Europeia descobriu que há um adicional de 223 milhões, relacionado com a empresa regional de estradas, o que faz o número redondo de 500 milhões. Com o novo buraco, o défice nacional é agravado em 0,3% do PIB.
Isto é o que se viu até agora. Ninguém está em condições de afirmar que novos buracos não vão surgir, tudo alinhado com a política irresponsável de Jardim que, de forma clara, brinca com o “Contnente”. É espantoso como este senhor despreza o País e sobrevive politicamente. E tal acontece porque ganha eleições para o PSD, deve dizer-se. O partido tem de fazer uma opção rápida no sentido de acabar com comportamentos que o prejudicam a longo prazo, embora rendam dividendos no imediato. Passos Coelho parece homem de não colaborar com as trapalhices do Presidente da Madeira. Chegou a hora de se afirmar e o meter na linha. Portugal agradece.
.

terça-feira, 30 de agosto de 2011

OS GRANDES VELEIROS NA PINTURA

.
.

O MAIOR ESPECTÁCULO DO MUNDO

.
.
video
.

NOVA IORQUE 1902

.
.
(Fotografia enviada por João Brito)
.

AS CRECHES E A CRISE

.
O ministro Mota Soares anunciou hoje que o Governo vai criar mais 20 mil vagas nas creches para diminuir o número de candidatos em lista de espera. Para o efeito não vão ser criadas novas unidades, mas apenas melhorar a resposta da capacidade instalada. Nas salas de berçário aumenta o número de crianças de 8 para 10, nas de 1 a 2 anos aumenta de 10 para 14, e por aí fora.
A medida está mesmo a jeito para ser criticada pela oposição. Assistência de segunda, falta de respeito pelas crianças e coisas assim vão ser ditas e escritas. Tal como a distribuição de medicamentos com seis meses de validade remanescente foi condenada. Para ser franco, não se percebe porquê. Há algum inconveniente em dar remédios dentro do prazo de validade? Não há. Não estamos a falar de medicamentos impróprios, mas de fármacos que todos tomamos, se os tivermos em casa. Porque é desprimor para os carenciados utilizá-los?
O tipo de crítica é claramente oportunista para desclassificar a direita. O País atravessa uma crise tremenda com a qual tem de viver, adaptando-se. E o caso das creches hoje anunciado é um dos exemplos do que é preciso e louvável fazer. Não vejo nenhuma nação civilizada que o não fizesse nas condições em que nos encontramos.
.

ARQUEOLOGIA MILITAR

.
.

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

VEM AÍ MAIS GRIPE!

.
.
A agência da ONU para a Agricultura e a Alimentação recomendou, esta Segunda-Feira, vigilância reforçada do vírus da gripe das aves, num momento em que uma estirpe mutante do vírus H5N1 foi identificada na Ásia.
Parece estar a ser montada nova novela com a gripe. Os media continuam a dar cobertura às campanhas alarmistas, ao serviço de interesses bem identificados e não muito claros de alguns lóbis. É chocante como ainda há quem dê credibilidade a estas manobras que já mostraram no passado recente serem montanhas a parir ratos. As “epidemias”, e até “pandemias”, são ratos, e os lucros das empresas  montanhas.
...

PALÁCIO SEIXAS

.
.
Messe da Marinha em Cascais
.

A VOZ DO BOM SENSO

.
"Recusar o plano de estabilização, renegociar a dívida externa e abandonar o euro é uma proposta que, em vez de aliviar a austeridade, aumentá-la-ia violentamente. Além de perder os 78 mil milhões de euros do acordo, faria de Portugal um pária internacional, cortando o acesso a qualquer dinheiro externo. Isso implicaria reduzir a despesa imediata e brutalmente. Os sacrifícios seriam inimagináveis. É espantoso que PCP, BE e afins possam repetir estas ideias até à exaustão sem ninguém as denunciar como disparates monstruosos."
.
João César das Neves in "Diário De Notícias"
.

domingo, 28 de agosto de 2011

VIKING LINE

.
.
O "Gabriella" larga de Estocolmo
.

CONVERSA MOLE

.
A Associação Nacional dos Municípios Portugueses (ANMP) garantiu que não vai abrir uma “frente de batalha” contra a lei do sector empresarial local, mas aconselhou que se avance apenas com a suspensão da criação de novas empresas.
A ANMP é uma ternura! São mais de 400 empresas municipais e a própria associação fala em acabar apenas com as que foram instituídas para “dar emprego aos amigos” e “pagar ordenados chorudos”. É verdade! Sabem que há disso e estavam calados! O problema é que não se sabe quantas são e suspeita-se que serão muitas. Vamos cortar com margem de segurança, como se faz na cirurgia oncológica, não vá dar-se o caso de persistir algum tecido tumoral.
São conversas de embalar como esta que em Portugal fazem abortar muitos projectos bem intencionados. Siga a marcha.
.

ALTO DOS MOINHOS - LISBOA

.
.

QUE REALIDADE NA LÍBIA?

.
Os rebeldes da Líbia afirmaram já, dúzias de vezes, que não sabem onde está Kadafi. Todos os dias, invariavelmente, vem a informação. Hoje tem um suplemento. Diz também que o CNT não está a negociar seja o que for com o ditador. A verdade é que, mesmo sem ninguém perguntar, eles explicam-se e repetem-se em esclarecimentos. Conclusão possível: sabem onde está Kadafi e estão a negociar.
Pode tal suspeita parecer absurda, face ao que sabemos sobre a revolução naquela terra. Mas o que sabemos nós? Apenas o que nos chega através dos jornalistas. E, com o devido respeito por tão meritória profissão, os relatos que nos enviam andam muitas vezes bastante longe da realidade.
Jornalista é homem, ou mulher, e tem fés, crenças e convicções que interferem no produto do seu trabalho. A realidade é desfocada por factores subjectivos. E nem o retrato de Kadafi corresponderá sempre ao que se escreve e diz, nem os rebeldes serão exactamente como nos contam.
Ler jornais é um trabalho difícil e exigente.
.

sábado, 27 de agosto de 2011

HEINKEL HE 178

.
.
Faz hoje 42 anos que o primeiro avião a jacto levantou voo. Foi o Heinkel He 178 que se vê na figura
.

A ONDA TRIBUTÁRIA

.
Cavaco Silva sugeriu tributar as heranças. O CDS, que em coligação com o PSD tinha acabado com isso, sai agora contra Cavaco.
As pessoas, em vida, pagam impostos quando trabalham, quando consomem, quando compram uma casa e quando a vendem. Portanto há uma série de factos tributários no dia-a-dia das pessoas que gera o pagamento de impostos. Desta forma, não faz sentido que, quando as pessoas morrem, tal gere também o pagamento de impostos. A morte não é um facto tributário, diz o porta-voz do Partido.
Cavaco lembrou também o imposto sobre doações. Sendo assim, sugere-se também o imposto sobre o ar que se respira e sobre o espaço que cada um ocupa, proporcional à volumetria naturalmente.
.

AVIÃO DE KADAFI

.
.
O estado do avião privado de Kadafi numa das pistas do aeroporto de Tripoli
.

TAXAR FORTUNAS

.
Não tenho a mais pequena proximidade com a conversa política do PCP porque tudo soa a teoria sem base sustentável, longe da realidade, de que aliás já tivemos pequeníssima amostra durante o PREC. Quem viveu esses dias ficou esclarecido.
Mas hoje o PCP disse uma coisa correcta, ao classificar como fait-divers a intenção do Governo de taxar as grandes fortunas. Por razões diferentes, concordo com os comunistas. Não são estas que devem ser penalizadas, a menos que tenham sido construídas à margem da lei, situação em que são casos de polícia. Mas a grande fortuna resulta, em condições normais, de grandes rendimentos relativamente pouco taxados. E estes é que devem ser visados pelo fisco e não estão a ser.
É preciso abandonar a ideia de punir os ricos porque são ricos. Isso é manifestação de inveja. Mas é completamente justo que os enormes rendimentos em que assenta a riqueza tenham o tratamento fiscal adequado e, segundo parece, tal não tem acontecido. Este Governo prepara-se para cobrar um imposto simbólico sobre a riqueza para calar o povão e continuar a ignorar os enormes lucros de actividades que se movem na penumbra das leis fiscais. Como diz o PCP, é um fait-divers, de facto.
.

MOURINHO O INOVADOR

.
José Mourinho, treinador de primeira água que inaugurou a nova táctica desportiva de meter o dedo nos olhos dos treinadores rivais, disse que o Real Madrid está a jogar melhor que no ano passado. Segundo o técnico, o Real fez este ano oito bons jogos, um regular e um mau, com o Galatasaray. Ficamos sem saber como classifica o jogo com o Barcelona em que perdeu por 3-2; mas pela inauguração da nova táctica, deve ter sido o melhor.
.

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

EM SÍNTESE

.

Trinta e sete anos depois do 25 de Abril, há quem continue a querer acabar com os ricos. Poderá ser uma forma expedita de extinguir as desigualdades – e é também muito mais fácil do que combater a pobreza.

Paulo Pinto Mascarenhas in “Correio da Manhã”
.

RAMADÃO

.
.
Criança tailandesa lê o Corão na Mesquita
.

FALTA DE INICIATIVA!

.
Os rebeldes da Líbia procuram  Kadafi e não o apanham.
Apanhar o Kadafi?!!!...
Facílimo e infalível o método: basta o Benfica mostrar-se interessado no craque, que o Porto vai logo buscá-lo!
.

DITOSA PÁTRIA

.
.

NÃO AO IMPOSTO PARA RICOS!

.
O Governo vem dando sinais de que os ricos vão ser taxados com mais impostos. Existe o sentimento quase consensual de que se trata de medida justa. Mas tal ponto de vista não é generalizado.
Sei que os ricos não estão de acordo, ou pelo menos, a maioria deles, naturalmente. Mas não são só eles que estão em desacordo, ou antes, com o pé atrás. Há muito não rico, de facto, também desconfiado. É que o Governo ainda não esclareceu qual o conceito de rico e teme-se que tal conceito vá até ao resto do subsídio de Natal que ainda resta aos portugueses. Isto é: quem ainda recebe 50% daquele subsídio,  segundo o governo apoiado na troika, poderá ser considerado rico, prontes.
Não me tinha lembrado desta mas, a partir de agora, também desconfio da taxa extraordinária a aplicar aos ricos. O melhor é não mexer mais nisso!
.

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

ÓBIDOS

.
.

A UE EM ÚLTIMA ANÁLISE

.
[...] A ressurreição do eixo franco-alemão é um péssimo sinal. Nenhum de nós elegeu Merkel ou Sarkozy. Nem tão-pouco têm a legitimidade europeia que emanava de líderes como Helmut Khol ou François Miterrand. Têm apenas, perante os seus eleitorados, legitimidades próprias: nenhum português, finlandês ou italiano os escolheu para definir o novo governo económico da zona euro galgando as legitimidades da Comissão e do Parlamento Europeu. Porventura teremos mesmo de adoptar algumas das medidas que saíram do encontro bilateral. Se assim for, que o nosso país tenha a capacidade para fazer valer a sua vontade em três áreas-chave: agricultura e pescas, e usar factores distintivos (nomeadamente fiscais) na captação de investimentos provenientes de regiões apresentadas à Europa por Portugal.

Carlos Carreiras in “i”
.

SEM TÍTULO

.
.

CORTAR A GORDURA

.
O Governo aprovou hoje novo regime jurídico das empresas municipais, intermunicipais e metropolitanas e o reforço do acompanhamento da administração central sobre o sector público empresarial local. É preciso saber se essas empresas actuam no mercado, ou vivem exclusivamente de transferências dos municípios, caso em que os seus serviços devem ser integradas no respectivo município.
Aleluia: aí está uma medida de redução da despesa que não deve ser pequena!
O caminho a seguir é exactamente este, ou seja, cortar com estruturas que sub-repticiamente foram medrando no seio do Estado para dar abrigo às famílias políticas. Devia ter-se começado por aí. Agora é ir em frente pois ainda há centenas de instituições similares à espera da tesoura do executivo e tal intervenção cai bem no País.
.

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

OS GRANDES VELEIROS

.
.
"L'AVENIR"
.
“L’Avenir”, barca de quarto mastros e casco de aço, foi lançado à água em 1908 na Alemanha para servir como navio de treino. Em 1911, foi o primeiro veleiro a ser equipado com rádio transmissor. Passou, em 1917, a cargueiro e efectuou numerosos fretes para longas distâncias. Em 1938, navegava de Port Germain, na Austrália, para Hamburgo com uma carga de 3.500 toneladas de trigo e, em 1 de Março, informou por rádio a sua posição - 51 graus Sul e 172 graus Este – e de que tudo estava bem: nunca mais foi ouvido depois disso.
.

CH’ŎNHA CHIDO

.
.
Bonito pormenor de um Atlas Mundial coreano elaborado no princípio da Dinastia Choson que teve início em 1392
...

NADA MAU

.
.

ALTA FINANÇA

.
Circula na Net o texto a seguir, que recebi do meu irmão Gaspar. Se as finanças actuais não são assim, devem andar lá muito perto.

Imaginem que um casal chega a um hotel da vossa terra e pergunta quanto custa um quarto para o fim de semana.
O recepcionista responde: 100 euros pelos 2 dias.
- Muito bem. Responde o cavalheiro. Mas gostaríamos de conhecer as v. instalações antes de reservarmos. Os quartos, a piscina, o restaurante...
- Não há problema, responde o recepcionista. Os srs deixam uma caução de 100 euros e podem visitar as nossas instalações à vontade.
Se não gostarem nós devolvemos o dinheiro.
- Combinado, disse o casal.
Deixaram os 100 euros e foram visitar o hotel.
Acontece que:
O recepcionista devia 100 euros à mercearia do lado e foi a correr pagar a dívida.
O merceeiro devia 100 euros na sapataria e foi a correr pagar a dívida.
O sapateiro devia 100 euros no talho e foi a correr pagar a dívida.
O talhante devia 100 euros à agência de viagens e foi a correr pagar a dívida.
O dono da agência devia 100 euros ao hotel e foi a correr pagar a dívida.
Nisto o casal completou a visita e informou que afinal não vão ficar no hotel.
- Não há problema. Tal como lhe disse, aqui tem o seu dinheiro, devolveu o recepcionista.
Conclusão:
Toda a gente pagou a quem devia... sem dinheiro nenhum.
O casal levou os 100 euros que pagaram todas as 5 dívidas no valor total de 500 euros.
Ponham aqui os olhos e percebam que todo o sistema financeiro, desde que inventaram os números negativos, se tornou uma fraude.
Zero euros pagaram 500 em dívida.
E podíamos continuar indefinidamente.
Como dizia Milton Friedman: "Não perguntem onde está o dinheiro porque ele não está em lado nenhum!"
.

BRISA DE VERÃO

.
.

JOGAR PARA O EMPATE É FATAL

.
Jorge Jesus disse hoje que o Benfica tem de defender bem frente ao Twente. Não temos qualquer dúvida que é verdade. Parece daquelas promessas dos políticos no início de funções, quando dizem ir ser isentos, trabalhadores e fazer o melhor para o País. Não me lembro de nenhum que tenha dito o contrário. Contudo o Benfica também tem de atacar. Jogar para o empate resulta quase sempre em derrota, mostra a experiência. Por isso, Senhor Jesus, vamos a eles com a artilharia toda. Poupe-nos a um desses jogos chocos que só não adormecem porque nos irritam.
.
.

JOGOS OLÍMPICOS

.
.
Cartaz das Olimpíadas de Berlim, em 1936, no tempo de Hitler. O ditador quis aproveitar o evento para afirmar a supremacia da raça ariana, mas a estrela dos jogos foi o afro-americano Jesse Howens que ganhou quatro medalhas de ouro.
.

A ARBITRAGEM

.
video
.
Está em curso no País um conflito entre clubes de futebol e árbitros. Os primeiros dizem o impensável dos segundos e estes começam a mostrar-se ofendidos, depois de anos dessa conversa. Quem tem razão? Provavelmente ninguém.
Por um lado, tudo leve a crer que terá já havido erros cometidos intencionalmente pelos juízes com fins pouco claros. Por outro, os erros são inevitáveis em quase toda a actividade e, mais ainda, na arbitragem tal como é feita. São duas verdades que dão pano para mangas na matéria. Permite aos dirigentes descarregar a responsabilidade dos insucessos sobre os árbitros e sacudir a água do capote. Permite aos árbitros cometer injustiças mal intencionadas em nome do direito a errar.
É complicado, salvo raras excepções, distinguir uma situação da outra. A regra tem sido a de, em caso de dúvida, dar ao árbitro esse direito e à boa fé na prestação. Assim, não se vê grande hipótese de as coisas mudarem. Aliás, o problema parece pôr-se da mesma forma, ou semelhante, em todo o mundo. Mas uma coisa digo sobre a matéria: o problema faz parte do fenómeno futebol. Que se discutiria nos programas de rádio e televisão se não existisse? E como comentaria o povão os jogos da última jornada. Futebol sem polémicas sobre arbitragem é demasiado asséptico. Não tem interesse.
.

terça-feira, 23 de agosto de 2011

LISBOA DE OUTRAS ERAS

.
.
Campo Pequeno (1947)
.
.

A VIDA NA TERRA

.
.
Se alguém perguntasse quantas espécies de seres vivos existem na Terra, até há um ou dois dias a resposta seria entre 3 e 100 milhões; coisa completamente tosca. Agora ainda não sabemos ao certo, mas o número é de 8,7 milhões, com a possibilidade de ser 1,3 milhões acima ou abaixo. Já é qualquer coisa!
Mas a ignorância ainda é muita no que respeita ao seu conhecimento: sabemos que 25% existem nos oceanos, mas não conhecemos 95% delas e nunca se classificaram 86% do total (oceânicas e terrestres).
Perguntar-se-á como se chegou a estes números. Não sei, mas os cálculos têm suporte científico e é extraordinário como se conseguiu chegar lá.
.

ESPÍRITO DESPORTIVO

.
video
.
(Vídeo recebido de João Castro Brito)
.

OS RICOS QUE PAGUEM A CRISE

.
Na página de abertura do SAPO vem regularmente uma pergunta para os internautas.  A de hoje é:

Milionários franceses querem pagar mais impostos para ajudar o país. Os mais ricos de Portugal deviam seguir o exemplo?

Respondem 16830 cidadãos: 97% acham que sim e 3% acham que não.
Se considerássemos a amostra significativa, equivaleria a dizer que em Portugal 3% da população é rica e 97% não é. Não se define o conceito de rico mas, provavelmente, a percentagem de ricos, verdadeiramente ricos, será menor. Assim, a célebre frase da UDP – os ricos que paguem a crise – não tem cabimento. Digamos que, por razões de justiça social, deviam ser sobrecarregados com obrigações fiscais, sim senhor. Mas, receia-se bem, tal não dispensaria sacrifícios dos não ricos.
.

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

ENTRE ASPAS

"Em que ponto é que os ditadores se tornam ditadores? É que Saddam e Kadhafi sempre foram ditadores e todo o mundo os agraciava, incluindo Portugal que lhe montou uma mega tenda comprada na semana de campismo do Continente. E de um momento para o outro estas pessoas tornam-se ditadores perseguidos pelo mundo."

Nilton in “Diário Económico”
.

ARRUINAR O CAPITAL DE SIMPATIA

.
.
Os 33 mineiros chilenos libertados da mina há um ano numa operação de resgate espectacular tornaram-se vedetas internacionais. Receberam quantias astronómicas para dar curtas entrevistas, viajaram pelo mundo convidados e foram-lhes feitas ofertas mais que generosas. O governo chileno gastou cerca de 13 milhões de euros para montar a operação de salvamento, dinheiro público dos contribuintes. Agora os mineiros exigem uma indemnização de 10,2 milhões ao Estado, ou seja, aos contribuintes. O resultado está à vista: o capital de simpatia acumulado durante e a seguir ao acidente foi pela água abaixo.
Hoje são hostilizados pela população e considerados interesseiros e egoístas. O ambiente nas suas povoações é de cortar à faca. Muitos falam em mudar de terra. Mas a culpa, em boa verdade, não é dos mineiros – é de quem os meteu naquele esquema. E quem mete os ingénuos e incautos em esquemas assim é muita gente, incluindo os meios de comunicação social: pouco tempo depois de libertado o primeiro mineiro, já falavam de grandes projectos para explorar o sucesso do resgate. Assim aconteceu, sem felicidade para os trabalhadores da mina de S. José.
.

COSTA CRUISES

.
.
O "Costa Atlantica" atracado em Estocolmo
.

O BEDUÍNO FRUGAL

.
Kadafi vive ou morre? É a pergunta neste momento. O chefe dos rebeldes quer apanhá-lo vivo. A maior parte da população quer matá-lo. Kadafi, provavelmente, quer fugir. Digo isto, tendo em conta o pecúlio que juntou ao longo de 40 anos de ditadura, pois só amealha tanto quem pensa poder um dia gozar o dinheirinho desviado.
De acordo com os jornais, Kadafi já viu confiscados 20 mil milhões de euros nos Estados Unidos, 1,6 mil milhões no Canadá, 1,17 mil milhões na Áustria, e 0,69 mil milhões no Reino Unido. Mas há ainda investimentos no valor de 315 milhões de euros em imobiliário, em Londres, e 370 milhões em acções da empresa Pearson, a que pertencem o jornal “Financial Times” e a editora “Penguin Books”. Não falando do património da família, especialmente dos filhos, e daquilo que ainda não se conhece. Uma fartura para um beduíno frugal e amante da vida em tendas.
Ainda de acordo com a imprensa, será o segundo ditador com mais dinheiro roubado, logo a seguir a Mubarak. O segundo lugar num pódio desta natureza é de se lhe tirar o chapéu!
Ao ler estes dados, não pode deixar-se de compará-los com a conversa do pantomineiro ao longo da sua carreira. Falinhas hipócritas, com muita convicção e modéstia. Infelizmente, o mundo ainda tem muita gente desta.
.

domingo, 21 de agosto de 2011

FESTA NO AR

.
.
Caças russos exibem-se no festival de Zhukovsky
.

MULTIDÕES NAUSEANTES

.
.
Dizem os jornais que Kadafi está por um fio. À medida que as forças rebeldes avançam, já muito próximas do centro de Tripoli, a multidão aclama e manifesta regozijo. Provavelmente são os mesmos que estavam há dias nas manifestações de apoio ao ditador. É habitual, ou melhor, é sempre assim. Tal como no 25 de Abril – muitos dos mais inflamados apoiantes da revolução eram passivos seguidores do regime antigo.
A psicologia das multidões é matéria complicada, o que é observável nas competições desportivas, por exemplo. Mas quando mete política, olaré!... As coisas fiam fino. Os jagodes que se mostram agora capazes de estrangular Kadafi estavam ontem com a fotografia do energúmeno a dar-lhe apoio. Para ser franco, detesto tal tipo de exibições. Uma náusea...
.

PARECE TRIPOLI...

.
.
...mas é Lisboa!
.

FANATISMO

.
A essência do fanatismo consiste em considerar determinado problema tão importante que ultrapassa qualquer outro. Os bizantinos, nos dias que precederam a conquista turca, entendiam ser mais importante evitar o uso do pão ázimo na comunhão do que salvar Constantinopla para a cristandade. Muitos habitantes da península indiana estão dispostos a precipitar o seu país na ruína por divergirem numa questão importante: saber se o pecado mais detestável consiste em comer carne de porco ou de vaca. Os reaccionários americanos preferiam perder a próxima guerra do que empregar nas investigações atómicas qualquer indivíduo cujo primo em segundo grau tivesse encontrado um comunista numa qualquer região.

Bertrand Russell in "A Última Oportunidade do Homem"
.

sábado, 20 de agosto de 2011

MORREU JOE ROSENTHAL

.
.
Neste dia, em 2006, morreu Joe Rosenthal com 95 anos de idade. Rosenthal foi o fotógrafo americano que recebeu o Prémio Pulitzer pela fotografia dos seis soldados a içar a bandeira americana na Ilha de Iwo Jima, em 23 de Fevereiro de 1945, durante a Segunda Guerra Mundial.
É uma das imagens mais conhecidas em todo o mundo e considerada consensualmente como obra-prima da arte fotográfica.


.
Rosenthal nasceu em 1911, em Washington, e começou como amador em S. Francisco. Iniciou a carreira profissional em 1932 no jornal “S. Francisco News” e ingressou depois na "Associated Press", acompanhando as unidades de marines no Pacífico durante a Segunda Guerra Mundial.
.